Menu de serviços
Tipo:
Notícias

Folha de SP publica manifestação de repúdio da AMP/RS em relação à charge e cartunista se desculpa

Edição desta terça-feira, 7 de maio, também traz pedido de desculpas do cartunista Jean Galvão
07/05/2024 Atualizada em 07/05/2024 12:21:19
Compartilhe:
FOLHA
pg FOLHA
Foto: Reprodução/ LinkedIn

A Folha de São Paulo publicou, nesta terça-feira, 7 de maio, um trecho de uma manifestação de repúdio enviada ao jornal pela Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (AMP/RS). No texto assinado pelo presidente João Ricardo Santos Tavares, a entidade manifesta a sua tristeza e indignação em relação à charge publicada na edição de domingo, 5 de maio, que faz referência à catástrofe sem precedentes que está ocorrendo no Rio Grande do Sul.


“A Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul manifesta a sua profunda tristeza e indignação em relação à charge de Jean Galvão, publicada pela Folha. O RS vive a maior calamidade pública de sua história e chora a perda das vidas que, infelizmente, não conseguiu salvar. Dentro dos limites da liberdade de expressão que tanto prezamos, manifestamos nosso repúdio à charge. Hoje, só há dois sentimentos possíveis: empatia e solidariedade, que não foram representados na ilustração”, afirmou João Ricardo.


A manifestação da AMP/RS gerou um pedido de desculpas do cartunista, publicado logo abaixo da nota da entidade, na página A3 da Folha de São Paulo desta terça-feira: “A charge sobre a tragédia das chuvas não teve o efeito que eu pretendia. Significa que falhei na comunicação do desenho. Muitos pensam que charge é sinônimo de piada, por isso a interpretação apressada. Mas charge não é piada, deboche ou meme. Sua natureza é provocar a reflexão. Essa charge é séria e triste: uma família desabrigada, sobre o teto de sua casa alagada. Neste momento, dei voz à inocência da menina, que entende que cada gota a mais que cai do céu agrava a situação. Até uma gota de lágrima. Minhas sinceras desculpas a quem se ofendeu”, desculpou-se o cartunista Jean Galvão.


Campanha S.O.S. Chuvas


A destinação de valores para a campanha S.O.S Chuvas pode ser feita para o PIX (CNPJ) 870.275.950.001-57. Neste primeiro momento, os valores arrecadados estão sendo destinados à compra de mantimentos e itens essenciais para o socorro e o acolhimento das vítimas nas mais de 300 cidades do Rio Grande do Sul que estão em situação de calamidade pública. As ações da AMP/RS estão sendo documentadas e serão divulgadas em uma prestação de contas completa, aberta e transparente a ser realizada após este momento de resgate e emergência. A prestação de contas parcial da destinação dos recursos pode ser acompanhada no site e nas redes sociais da Associação. Entidade que representa mais de mil promotores, promotoras, procuradores e procuradoras de Justiça do Rio Grande do Sul, a AMP/RS ressalta que a campanha S.O.S Chuvas não tem qualquer relação com outras entidades e governos, sendo inteiramente conduzida pelos representantes do Ministério Público gaúcho.


 



 



Confira a íntegra da Carta 



 


 


 


 

Últimas notícias
/arquivos/WhatsApp Image 2024-06-14 at 09.39.07
Loading...

Entrevista: Presidente da AMP/RS destaca retomada das Semanas do MP por São Luiz Gonzaga

14/06/2024
/arquivos/TEUNEMP
Loading...
Notícias

Campanha “TE UNE MP" passa a receber doações

14/06/2024
/arquivos/WhatsApp Image 2024-06-14 at 13.21.26
Loading...

AMP/RS realiza reunião da Diretoria Ampla de junho

14/06/2024
/arquivos/Frentas-RS
Loading...
Notícias

AMP/RS participa de reunião-almoço da Frentas-RS em Porto Alegre

13/06/2024