Notícias AMPRS

Nova administração do Tribunal de Justiça gaúcho toma posse

Publicado em 03-02-2020



Autoridades, amigos e familiares se reuniram no plenário Ministro Pedro Soares Muñoz do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) para acompanhar a posse da nova administração da instituição na tarde desta segunda-feira, 3 de fevereiro. A solenidade encerrou o período da presidência do desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, que transmitiu o cargo ao desembargador Voltaire de Lima Moraes, ex-presidente da Conamp e da AMP/RS.

Durante o discurso de posse, o novo presidente garantiu sentir-se preparado para o desafio. Segundo ele, a aptidão é advinda das diferentes experiências em funções essenciais à administração da Justiça, como advogado, membro do Ministério Público gaúcho e como membro do Poder Judiciário, no qual atua há mais de 22 anos.
A presidente da AMP/RS, Martha Beltrame, o vice-presidente administrativo e financeiro, João Ricardo Santos Tavares, e o vice-presidente dos aposentados, Paulo Natalicio Weschenfelder, prestigiaram o evento.

Além de Voltaire de Lima Moraes, foram empossados a 1ª vice-presidente, desembargadora Liselena Schifino Robles Ribeiro, o 2º vice-presidente, desembargador Ícaro Carvalho de Bem Osório, o 3º vice-presidente, desembargador Ney Wiedemann Neto, e a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak.

Sobre Voltaire Lima de Moraes:

Nascido em 1950, Voltaire de Lima Moraes formou-se bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 1977, e mais tarde como mestre e doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Natural de Cachoeira do Sul (RS), ingressou no Ministério Público em 1980, atuando como promotor de Justiça nas comarcas de Ibirubá, Cerro Largo, Espumoso, Uruguaiana, Esteio e Porto Alegre. Promovido a procurador de Justiça, foi procurador-geral de Justiça por duas gestões. Foi, também, Presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça e da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP) (1991 a 1993).

Em 1997, foi nomeado Juiz do Tribunal de Alçada em vaga de representante da classe do Ministério Público, sendo promovido a desembargador do TJ no ano seguinte. Além disso, integrou a 11ª Câmara Cível do TJRS e a 19ª Câmara Cível do TJRS, as quais presidiu.

Em sua passagem pela gestão da AMP/RS, foi diretor do Departamento Cultural, vice-presidente e, por último, ocupou o cargo de presidente - exercido no biênio 1988/1990. Entre 2000 e 2002, foi membro do Conselho de Administração e Planejamento do TJRS e, a partir de 2003, passou a integrar a Comissão de Concurso do TJRS para ingresso na Magistratura, onde ficou até o ano de 2006. Em julho de 2010, recebeu a Ordem do Mérito do Ministério Público do Rio Grande do Sul, no Grau Grã-Cruz, pelos serviços prestados à Instituição.

Presidiu o Conselho de Relações Institucionais e Comunicação Social do TJRS na gestão 2008/2010. No biênio seguinte, foi eleito como 2º vice-presidente do TJRS. E, em 2012, foi designado Corregedor-Geral da Justiça interino, durante os meses de abril a dezembro. Mais recentemente, em dezembro de 2019, recebeu do Ministério Público gaúcho especial distinção por sua contribuição à causa da Justiça.

posse_tjrs_20203.jpegposse_tjrs20204.jpeg posse_tjrs_2020.jpeg dt.jpgposse_tjrs_20201.jpegposse_tjrs_20207.jpegposse_tjrs_20205.jpegposse_tjrs_20206.jpeg