Notícias AMPRS

AMP/RS prestigia trabalho de jornalistas em solenidade de entrega do XXI Prêmio de Jornalismo do MPRS

Publicado em 13-12-2019



Em sua 21ª edição, o Prêmio Jornalismo do Ministério Público do Rio Grande do Sul reuniu autoridades, jornalistas, representantes dos veículos de comunicação e membros do Ministério Público para a solenidade de premiação dos vencedores da competição. O evento, promovido pelo MP do Estado em parceria com a Associação do Ministério Público gaúcho (AMP/RS) e a Fundação Escola Superior do MP (FMP), foi realizado no Palácio do MP em Porto Alegre, nesta quinta-feira, 12 de dezembro.

A tradicional premiação tem como objetivo reconhecer reportagens que divulgaram a atuação do MP no enfrentamento dos principais problemas em áreas de grande impacto social, considerando a importância destas instituições e da imprensa na defesa dos direitos do cidadão, no combate à corrupção, criminalidade e na melhoria das condições de vida da sociedade.

Nesta edição, a comissão julgadora analisou 58 trabalhos e definiu os primeiros e segundos lugares em seis categorias: Segurança Pública, Sustentabilidade, Proteção Social, Combate à Corrupção, Saúde e Educação. O prêmio tem o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS e da Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

Os prêmios e condecorações foram entregues pela presidente da AMP/RS, Martha Beltrame; o vice-presidente administrativo e financeiro da AMP/RS, João Ricardo Santos Tavares; o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen; o subprocurador de Justiça para Assuntos Administrativos, Benhur Biancon Junior; Assuntos Institucionais, Marcelo Lemos Dornelles; Gestão Estratégica, Sérgio Hiane Harris; o secretário-geral da PGJ, Júlio Melo; o presidente da Fundação Escola Superior do Ministério Público, Fábio Roque Sbardellotto; o presidente da Associação Riograndense de Imprensa,  Luiz Adolfo Lino de Souza; e a presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado, Vera Daisy Barcellos Costa.

Para a presidente da AMP/RS, levar informação para a comunidade é tão importante quanto a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais. “Este prêmio é uma homenagem e um incentivo a estes profissionais que, com coragem e determinação, exercem seu ofício. Mais do que relatar fatos, atuam como agentes de transformação social. O jornalismo realizado com ética, responsabilidade e comprometido com a verdade, é um dos pilares de qualquer sociedade democrática”, destacou.

O presidente da FMP, Fábio Roque Sbardellotto enfatizou o papel social do jornalismo. “Comunicar e informar é uma atividade que realmente coincide com a educação deste País e com a função que nós exercemos como instituição de ensino jurídico superior na FMP. Comunicar é ensinar, é educar, é proporcionar às pessoas o verdadeiro contato com a realidade e com a verdade. Isso faz com que as pessoas se tornem mais cidadãs, cresçam, avancem e procurem soluções. Vocês nesta atividade brilhante, difícil, proporcionam isso à nossa sociedade”, ponderou.

No discurso de encerramento do evento, o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, ressaltou a importância do trabalho da imprensa e como ele complementa a atuação do Ministério Público. “Percebo que na parceria entre nossa Instituição e a imprensa há um trabalho dedicado e profissional, realizado pelo MP, e a competência da imprensa fazendo com que os objetivos instituídos na Constituição fossem concretizados para a melhoria de vida dos nossos cidadãos”, salientou.