Notícias AMPRS

AMP/RS participa da eleição do novo presidente da Fundação Escola Superior do MP

Publicado em 02-10-2019



Votação aconteceu na tarde desta terça-feira (1° de outubro) no gabinete do procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen


O procurador Fabio Roque Sbardelotto vai assumir a gestão 2020-2022 da Fundação Escola Superior do Ministério Público em substituição ao promotor de Justiça David Medina da Silva, que ocupava o cargo há seis anos. A votação aconteceu na tarde desta terça-feira (1° de outubro) no gabinete do procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen. O presidente administrativo e financeiro da AMP/RS, João Ricardo Santos Tavares, representou a entidade na eleição.

A presidente da AMP/RS, Martha Beltrame, demonstrou confiança no trabalho da nova gestão. “Temos certeza que o excelente desempenho do promotor de Justiça David Medina da Silva terá continuidade com o procurador Fabio Roque Sbardelotto, que já atua junto à fundação e desenvolve um grande trabalho. Desejamos toda a sorte e sucesso”, ressaltou.

Na oportunidade, João Tavares felicitou a nova presidência: “A Associação fica muito feliz com a eleição dos colegas Fabio Roque Sbardelotto e Luciano Brasil para estarem à frente da Escola Superior do Ministério Público, pois eles têm uma larga folha de serviços prestados a nossa fundação e, certamente, farão uma grande trabalho. O colega David Medina da Silva, que encerra seu ciclo, e merece todo o reconhecimento e os parabéns pelo legado que deixou”.

Também participaram da votação o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen; o corregedor-geral do Ministério Público, Ivan Saraiva Melgaré; o representante indicado pelo Conselho de Representantes da AMP/RS, Nilson Ubirajara da Rosa Pacheco; o representante indicado pela diretoria da AMP/RS, João Hubert Jaccottet Neto; o presidente da FMP, David Medina da Silva; o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Lemos Dornelles; o secretário-geral do Ministério Público, Júlio César de Melo; e o representante do corpo docente da FMP, procurador de Justiça Alexandre Lipp.post_3.jpg