Notícias AMPRS

AMP/RS promove solenidade especial para marcar os 80 anos

Publicado em 14-12-2021



Para marcar o ano em que a Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (AMP/RS) completa oito décadas de fundação, a Diretoria Executiva promoveu uma solenidade especial, na tarde desta segunda-feira, 13 de dezembro. Com transmissão ao vivo pela internet, o evento contou com a entrega de medalhas e o descerramento de placas em homenagem aos fundadores da entidade e aos diretores da Revista de Artigos da AMP/RS. A oportunidade também marcou a inauguração da foto de Álvaro de Moura e Silva na Galeria dos Ex-Presidentes, além do lançamento da nonagésima edição da Revista de Artigos da Associação do Ministério Público e do livro-álbum ilustrado “AMP/RS: 80 anos de História”.

Descerramento da foto de Álvaro de Moura e Silva
Descoberto durante o trabalho de pesquisa do Departamento de Memorial, o mandato de Álvaro de Moura e Silva ocorreu entre 1943 e 1944, tornando-o o segundo presidente a comandar oficialmente a AMP/RS. Para homenagear o dirigente, foram convidados a sua esposa, Benta de Moura e Silva, e seu filho, Álvaro de Moura e Silva Júnior, que fizeram o descerramento da foto na Galeria dos Ex-Presidentes. Responsável pela descoberta da gestão de Álvaro nos registros históricos da AMP/RS, o procurador de Justiça jubilado César Antonio Rigoni também participou do ato.
descerramentoplacaalvaro1.jpg placa_alvaro_de_moura_e_silva.jpg

Homenagem aos fundadores
Em seguida, ao lado da Galeria dos Ex-Presidentes, foi inaugurada a placa em homenagem aos fundadores da Associação. Descerrada pelo presidente João Ricardo Santos Tavares e pelo diretor do Departamento do Memorial, Paulo Natalicio Weschenfelder, a placa leva o nome de Abdon de Mello, Álvaro de Moura e Silva, Dámaso Vieira Rocha, Ernani Thi Coelho, Favorino Maia D’ávila, Gabriel Mesquita da Cunha, Hélio Carlomagno, Henrique Fonseca de Araújo, João Clímaco de Mello Filho, José Corrêa da Silva, Julio Marino de Carvalho, Luiz Lopes Palmeiro, Mário Machado Da Rosa, Ney Muzzell Câmara, Octávio Alfredo Pitrez, Paulo Pinto de Carvalho e Pedro Soares Muñoz.

descerramento_placa_fundadores.jpg

Livro-álbum ilustrado “AMP/RS: 80 anos de História”
Oriundo do trabalho editorial do Departamento do Memorial, o livro-álbum ilustrado “AMP/RS: 80 anos de História” foi lançado oficialmente durante a solenidade. Em ato simbólico, o presidente João Ricardo Santos Tavares entregou exemplares ao subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Júlio César de Melo, que representava a Procuradoria-Geral de Justiça, e ao diretor do Departamento do Memorial, Paulo Natalicio Weschenfelder, marcando o lançamento da obra.

entregalivroalbum80anos.jpg

Lançamento da edição especial da Revista de Artigos da AMP/RS e homenagem aos seus diretores
Posteriormente, em comemoração aos 80 anos do lançamento da Revista, foi descerrada placa em homenagem aos diretores. O atual diretor da Revista, Michael Schneider Flach, discursou em agradecimento aos autores que assinaram os artigos da edição Nº 90, que marca os 80 anos da publicação. “Nosso objetivo à frente da Revista é sempre entregá-la, a cada volume, maior e melhor. Não por vaidade ou presunção, mas como forma de honrar os nossos antepassados que há oito décadas criaram esta entidade e a publicação, bem como de homenagear os dirigentes que delegaram e relegaram o seu esforço pelo bem da nossa Revista”, destacou o promotor de Justiça.
lancamentorevistamp90.jpg

Medalhas de 80 Anos
Dando sequência às homenagens da noite, foi realizada a entrega da medalha de 80 anos. A honraria, criada pela Presidência da AMP/RS, através de proposição do Departamento do Memorial, por meio da publicação da Portaria 06/2021, contemplou pessoas e entidades que tenham contribuído para o fortalecimento da AMP/RS. Representando os agraciados pela medalha, Paulo Natalicio Weschenfelder agradeceu a lembrança e reforçou o mérito de cada colega na construção da história associativa. “Esta honraria fará também um perene e constante chamado a um compromisso ainda maior com a nossa associação, fiel ao ideário que, há 80 anos, norteou nossos fundadores. Somos todos AMP/RS”, disse, emocionado.

medalha80anospgj.jpg

Encerramento
Após condecorar o procurador-geral de Justiça, Marcelo Lemos Dornelles, com a medalha de 80 anos, o presidente da AMP/RS, João Ricardo Santos Tavares, discursou. O dirigente, em sua fala, destacou a longevidade da Associação – a entidade da área jurídica mais antiga do Estado e a segunda mais antiga do País – e enalteceu os dois eixos de trabalho que permearam a solenidade: a Revista de Artigos e o Departamento do Memorial.

“A Revista, porque, junto com a Associação, completa oito décadas de existência, mas, mais do que isso, por ser um instrumento de afirmação da cultura do Ministério Público e daquilo que pensam os seus membros. Por isso, ela deve ser valorizada e preservada”, ressaltou o dirigente, que elogiou o empenho editorial da edição histórica da publicação. Sobre o Departamento do Memorial, o presidente exaltou o “trabalho maravilhoso frente ao desafio de produzir o primeiro trabalho impresso de resgate da história da Associação”, que, segundo ele, marca um pontapé inicial para a consolidação do memorial.

Finalizando a solenidade, o procurador-geral de Justiça e ex-presidente da Associação enfatizou o poder de mobilização da entidade e o seu papel no enfrentamento das questões pertinentes ao MP. “Nunca foram fáceis as lutas do Ministério Público, e é por isso que valorizo a harmonia entre os nossos pilares, o associativo, o educacional e o institucional, porque isso é o que faz com que tenhamos força para superar todos os desafios e todas as dificuldades”, disse Marcelo Lemos Dornelles.

>> Confira a galeria de imagens completa <<


Lista de homenageados com a medalha de 80 anos da AMP/RS:
Agenor Casaril
Angela Caren Dal Pos
Antonio Carlos Paiva Hornung
Armando Antonio Lotti
Augusto Borges Berthier
Benoni Jesus dos Santos
Carlos Otaviano Brenner de Moraes
Carmem Rejane Dihl Angeli
Cezar Antonio Rigoni
Cinara Vianna Dutra Braga
Clarisa Wolff Garcez
Cláudio Barros Silva
Claudio Bonatto
Cláudio José Silveira Brito
Delmar Pacheco da Luz
Edison Pontes Magalhães
Eduardo de Lima Veiga
Eduardo Ritt
Eunice Terezinha Ribeiro Chalela
Euzébio Cardoso da Rocha Vieira
Fabiano Dallazen
Fábio Roque Sbardellotto
Felipe Teixeira Neto
Francisco de Assis Cardoso Luçardo
Gilberto Antônio Montanari
Gilmar Possa Maroneze
Glênio Amaro Biffignandi
Itálico José Marcon
Iusara Muller Belilaqua
Ivan Saraiva Melgaré
Ivory Coelho Neto
Jacqueline Fagundes Rosenfeld
Janine Borges Soares
Joel Oliveira Dutra
Jorge Trindade
José Antônio Paganella Boschi
José Fernando Gonzalez
Luciana da Costa de Oliveira
Luís Augusto Gonçalves Costa
Luís Carlos Ávila de Carvalho Leite
Luiz Carlos Verzoni Nejar
Luiz Inácio Vigil Neto
Luiz Pedro Leite
Marcelo Lemos Dornelles
Marcelo Liscio Pedrotti
Maria Bernadete Cordoni Magalhães
Maria Ignez Franco Santos
Mário Cavalheiro Lisbôa
Martha Silva Beltrame
Maurício Trevisan
Mauro Henrique Renner
Michael Schneider Flach
Miguel Bandeira Pereira
Nilo Bairros de Brum
Nilson Ubirajara da Rosa Pacheco
Paulo Emilio J. Barbosa
Paulo Natalicio Weschenfelder
Paulo Olímpio Gomes de Souza
Paulo Ricardo Tonet Camargo
Pedro Rui da Fontoura Porto
Ricardo Lozza
Roberto Bandeira Pereira
Roberto Varalo Inácio
Ruben Giugno Abruzzi
Sandro Loureiro Marones
Sérgio da Costa Franco
Sérgio Gilberto Porto
Sérgio Hiane Harris
Silvia Cappelli
Simone Mariano da Rocha
Tael João Selistre
Tania Conceição Sporleder de Souza
Vasco Della Giustina
Vera Lúcia Gonçalves Quevedo
Vicente Fontana Cardoso
Victor Hugo Palmeiro de Azevedo Neto
Vladimir Giacomuzzi
Voltaire de Lima Moraes