Notícias AMPRS

Realizada a IV Semana do Ministério Público de Cachoeira do Sul

Publicado em 12-09-2018



A palestra Corrupção, Violência e a "Mexicanização" do Brasil, monostrada pelo pesquisador Luiz Marcelo Berger, encerrou, nesta terça-feira (11) a IV Semana do MP de Cachoeira do Sul. O evento começou na véspera, no auditório da Ulbra, com o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal e da Segurança Pública do MPRS, Luciano Vaccaro, abordando o tema O Ministério Público e o combate à lavagem de dinheiro. Na noite de abertura, o vice-presidente da AMP/RS João Ricardo Tavares lembrou a importância do processo eleitoral para o enfrentamento das crises que o Brasil passa. O dirigente associativo também destacou a longa trajetória e a tradição das Semanas do Ministério Público, iniciacas há 34 anos, em Santa Cruz do Sul, por iniciativa de um grupo de promotores em parceria com a Unisc.

cac2.pngJá o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, observou que as Semanas do MP são momentos de interlocução entre a academia e a Instituição, com relevância para se repensar o Direito praticado nas mais diversas carreiras jurídicas. “Precisamos fazer com que o Direito seja mais legítimo e mais correspondente aos anseios que espera a sociedade, o seu destinatário final”, pontuou. Dallazen ainda discorreu sobre o protagonismo do Ministério Público após a promulgação da Constituição Federal de 1988, bem como enumerou as diversas áreas de atribuição do MP. “Somos os representantes da atuação coletiva na defesa dos interesses mais caros da sociedade brasileira”, finalizou.

LAVAGEM DE DINHEIRO
cac3.pngPalestrante da primeira noite, Luciano Vaccaro contextualizou o tema da lavagem de dinheiro no cenário nacional e internacional, defendendo que o foco de enfrentamento é uma forma de combate ao crime organizado. O promotor também discorreu sobre as diversas atuações do MP gaúcho nesta área, destacando o trabalho do projeto-piloto da Promotoria Especializada no Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro e Organização Criminosa e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).



PRESENÇAS
cac5.pngTambém participaram da Semana do MP o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Dornelles, o secretário-geral do MP, Júlio Melo, e os promotores de Justiça Débora Jaeger Becker, Maristela Schneider, Gabriel Fontana, Amanda Giovanaz e Giani Saad, que foi homenageada pela Associação com uma medalha alusiva aos 15 anos de ingresso no Ministério Público. Presentes, ainda, os delegados de Polícia João Gabriel Parmeggiani e José Antonio Tadchetto Mota; a representante da OAB/Cachoeira do Sul Márcia Bento Gehling; o defensor público Walter Luchese Willig; o diretor-geral da Ulbra em Cachoeira do Sul, Elpídio Santos Magalhães; a coordenadora do curso de Direito, Rosana Izara Luchese Willig; entre outras autoridades.

cac7.pngA palestra de encerramento, Corrupção, Violência e a "Mexicanização" do Brasil, ministrada ontem, pelo pesquisador Marcelo Berger, mobilizou os estudantes até o último instante. Conforme a coordenadora do evento, promotora Débora Jaeger Becker, a manifestação foi amplamente elogiada. "Disposto a instigar a reflexão, Berger propôs uma análise econômica do direito sob uma nova perspectiva. Ele explicou que Economia não é estudar dinheiro, mas o comportamendo das pessoas diante da escassez do mesmo", observou Débora. 


CÂMARA DE AGRONEGÓCIOS, COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS cac6.pngAinda na segunda-feira, o vice-presidente da Associação João Ricardo Tavares prestigiou palestra do procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, durante a reunião-almoço “CACISC meio-dia” da Câmara de Agronegócio, Comércio, Indústria e Serviços de Cachoeira do Sul, abordando o tema “Ministério Público e a Defesa Social na Atualidade”.