Notícias AMPRS

Associação participa do lançamento de catálogo de procuradores-gerais de Justiça

Publicado em 28-06-2018



Foi lançado nesta quarta-feira (27), na sede do MPRS, o catálogo de procuradores-gerais de Justiça (1888-2017) do Estado do Rio Grande do Sul. A publicação contém a biografia dos PGJs, com informações que permitem contemplar aspectos importantes da história do Ministério Público gaúcho. O presidente da AMP/RS, Sérgio Harris, e os vices Martha Beltrame e João Ricardo Tavares prestigiaram o evento.

livro.pngParticiparam do lançamento os ex-procuradores-gerais de Justiça Francisco de Assis Cardoso Luçardo, Voltaire de Lima Moraes, Sérgio Gilberto Porto, Cláudio Barros Silva, Roberto Bandeira Pereira, Simone Mariano da Rocha e Marcelo Dornelles, também subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais. Durante o ato, o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, destacou a importância da publicação como registro histórico das grandes batalhas do Ministério Público ao longo dos anos, antes e depois da Constituição Federal de 1988. Enfrentamentos que a garantiram e legitimaram como instituição fundamental na defesa da sociedade e do regime democrático de direito. “Ao olhar para a história do MP vemos que todos os PGJs enfrentaram dificuldades, contribuindo, de diversas formas, para o engrandecimento do Ministério Público. Desafios que se modificam, assumindo novos contornos, mas precisam ser enfrentados com a mesma dedicação e responsabilidade de outrora”, pontuou.

O chefe do MP gaúcho lembrou também que, mesmo depois de deixarem a função, os ex-procuradores-gerais de Justiça, cada um a sua maneira, continuam contribuindo com a instituição. Dallazen ainda fez um agradecimento especial para o Memorial do MP, responsável pela pesquisa do catálogo, e para sua coordenadora, promotora-assessora Martha Weiss Jung. Na sequência, o ex-procurador-geral de Justiça Francisco de Assis Cardoso Luçardo salientou para a relevância da unidade do MP e o comprometimentos de todos aqueles que integram a instituição, sejam ativos ou aposentados, pois “a cada momento novos problemas surgem e precisam ser enfrentados”.

PRESENÇAS
Também estiveram presentes o corregedor-geral do MP, Ivan Saraiva Melgaré; os subprocuradores-gerais de Justiça Cesar Faccioli e Benhur Biancon Junior; o subcorregedor-geral do MP, Marcelo Pedrotti; e o chefe de Gabinete e secretário-geral do MP, Júlio Melo.